PUBLICAÇÕES

Diálogos pela Liberdade proporcionou espaço para debate e fluxo de informação

Compartilhar

O Projeto Diálogos pela Liberdade deu um passo inicial na sua caminhada contra o tráfico de pessoas. Para atender à demanda da Secretaria Nacional de Justiça e  UNODC (Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime), realizou eventos com foco em violência de gênero e tráfico de pessoas, a fim de  promover uma abordagem adequada e de acordo com os compromissos nacionais e internacionais assumidos pelo Estado brasileiro, numa perspectiva de promoção de direitos humanos. O objetivo principal era sensibilizar e aproximar a sociedade brasileira da temática do tráfico de pessoas, apresentando mais informações sobre a existência e a complexidade de tal fenômeno e auxiliando no desenho de estratégias e ações de prevenção.

Ao longo de 2014, uma série de importantes ações de sensibilização e prevenção vêm sendo realizadas pela Pastoral da Mulher por meio de debates e encontros para formar agentes multiplicadores. Dentre as ações estão:

  • DIÁLOGOS NA ESCOLA
  • CONGRESSO INTERNACIONAL “TRÁFICO DE MULHERES E EXPLORAÇÃO SEXUAL”
  • CINE -DIÁLOGOS
  • EXPOSIÇÃO “MENINAS DO BRASIL”
  • ATOS PÚBLICOS

Para o Coordenador da Pastoral da Mulher de Belo Horizonte, José Manuel Lazaro Uriol, “o evento superou todas as expectativas e a participação foi muito grande, tanto por parte de estudantes, professores, pesquisadores; e conseguimos ter um nível de debate sobre a problemática bastante interessante, abordando diferentes causas do Tráfico de Seres Humanos. Também chegamos a analisar criticamente as políticas de enfrentamento e sem dúvida, conseguimos chegar a sensibilizar e conscientizar a muitas pessoas que não tinham um conhecimento exato dessa problemática”.

A Pastoral da Mulher de Belo Horizonte, em nome do Instituto das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor, agradece ao UNODC – Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime no Mercosul, à OAB – Ordem dos Advogados do Brasil/Minas Gerais e à Escola Superior de Direito Dom Helder Câmara pelo apoio e parceria na realização dos eventos do “Projeto Diálogos pela Liberdade”, que continua a desenvolver formações nas escolas e universidades. O projeto segue com o tema do tráfico de pessoas e também trabalhando as questões de gênero e prostituição. Agradece também a todos os professores, estudantes, pesquisadores e sociedade em geral pela participação e por terem enriquecido o evento.

Clique aqui e confira as palavras de José Manuel, coordenador da Pastoral da Mulher de Belo Horizonte.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *