PUBLICAÇÕES

Celebração do Dia Internacional da Mulher

Compartilhar

IMG_3363

Comemorações e questionamentos sobre violência, desigualdade e direitos das mulheres foram algumas das questões levantadas este 8 de março na sede da Pastoral da Mulher,  Projeto Oblata Diálogos pela Liberdade .

Integrantes da nossa equipe e mulheres se reuniram no Cantinho da Paz para iniciar uma série de falas, gritos de guerra e discussões sobre vários assuntos referentes ao que é ser mulher hoje.

Nesta data realizamos também o lançamento do vídeo, produzido por nossa Entidade “Assedio no metrô”  que pretende sensibilizar e denunciar sobre o assedio e abuso  sexual  que cotidianamente sofrem as mulheres, violência que se agrava ainda mais no caso das mulheres que exercem a prostituição.

Depois da celebração desfrutamos de momentos de confraternização partilhando um delicioso lanche. A continuação levamos nossas reivindicações à rua,  unindo nossas forças ao protesto convocado por outras associações de mulheres e grupos feministas , na Praça da Liberdade.

sta mobilização faz parte da Greve Internacional de Mulheres, movimento também conhecido pela sigla M8, com adesões em quase 50 países.

Durante o protesto a maioria das reivindicações denunciavam  o machismo, a violência que sofre a mulher, a desigualdade de gênero  e a reforma da Previdência .

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *