PUBLICAÇÕES

DpL assessora encontro das Ceb’s

Compartilhar

IMG_0457

O projeto Oblata Diálogos pela Liberdade participou este sábado, dia 3 de março, do Encontro das Comunidades Eclesiais de Base de MG, para abordar  o tema da CF, “Fraternidade e superação da violência”, acontecido na paróquia Nossa Senhora do Rosário, de Ribeirão das Neves (MG).

O Projeto DpL, representado por seu Coordenador José Manuel Lázaro, e convidado pelas Comunidades Eclesiais de MG , assessorou o seu Encontro regional para abordar o tema da Campanha da Fraternidade 2018, “Fraternidade e superação da violência”. Jose Manuel, seguindo o esquema VER, JULGAR e AGIR, propôs aos participantes (representantes de  ceb’s de diferentes dioceses de Minas Gerais) analisar a problemática da violência e suas causas à luz da Palavra de Deus, e buscar respostas para agir ante essa realidade. Houve ocasião para debater também sobre a situação de violência que sofrem tantas mulheres na nossa sociedade.

IMG_0456

Ao longo de todo o encontro , os integrantes das Ceb’s mostraram  como é possível vivenciar no cotidiano o lema da CF deste ano “ Em Cristo somos todos irmãos”, e como  atuar na formação de pessoas engajadas na transformação da sociedade, segundo a inspiração de Jesus de Nazaré.

 

IMG_0455

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *