PUBLICAÇÕES

Oficina de prevenção contra o tráfico de pessoas

Compartilhar
Cumprindo o cronograma das ações do Projeto  “Diálogos pela Liberdade” realizado pela Pastoral da Mulher de BH, em parceria o UNODC – Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime no Mercosul,  aconteceu no último dia 27 de agosto, na sede da Pastoral, a “Oficina de Sensibilização e Prevenção ao Tráfico de Seres Humanos com fins de exploração Sexual”.

Contando com a presença de mais de 25 mulheres, a Oficina começou com a apresentação de alguns dados explicativos sobre o tráfico de pessoas no Brasil e distribuída uma cartilha informativa sobre este tema que tem o intuito de alertar sobre a invisibilidade deste crime para com as mulheres mais vulneráveis às armadilhas de aliciadores: mulheres em situação de prostituição.

oficina

Após a apresentação da equipe, algumas das mulheres compartilharam suas experiências de terem recebido convites para ir ao exterior. Muitas manifestaram conhecer colegas que, na esperança de um futuro melhor, aceitaram convites de viagem para Portugal, Espanha e/ou Itália. Algumas das quais sofreram abusos e ficaram fortemente endividadas com os traficantes.

Ao final da Oficina foram repassadas algumas dicas uteis as mulheres, a exemplo de como elas podem se prevenir, foi apresentado os órgãos que elas podem recorrer e de como identificar uma situação de tráfico de pessoas.

Em seus depoimentos finais, assumiram o compromisso de disseminar tais informações e distribuir as cartilhas entre suas colegas, tornando-se atuantes como agentes multiplicadoras na prevenção deste delito.

Fonte: http://pastoraldamulherbh.blogspot.com.br/2014/08/oficina-de-prevencao-contra-o-trafico.html

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *