PUBLICAÇÕES

O Projeto Diálogos no Fórum de Entidades Socioassistenciais

Compartilhar

editada

O Projeto Oblata  Diálogos pela liberdade, representado  por sua assistente social, Viviane, marcou presença no encontro do Fórum Permanente de Entidades Socioassistenciais de Belo Horizonte, realizado o dia 21 de Março de 2017. O tema abordado foi  “Sobrevivência das entidades privadas de Assistência Social e o Impacto na Politica Pública”.

Participaram como convidados: Wanderley Chieppe Filippe – Pro Reitor de Extensão da PUC Minas; José Cruz – Secretario Adjunto de Assistências Sociais de Belo Horizonte; Marcio Caldeira – representante do Fórum de Entidades de assistência Social e a Coordenadora de Programas e Projetos da PUC Minas Mônica Abranches, que faz parte da comissão organizadora.

image

Mônica Abranches advertiu a importância da efetiva participação das entidades no fórum, para que este cumpra sua finalidade básica: é a troca livre de experiências e a interlocução com os Poderes públicos municipal, estadual e federal para promover o avanço da legislação da Política de Assistência Social.

Márcio Caldeirao Fórum proporcionou informações sobre a situação de vínculo das entidades aos SUAS e as preocupações com o financiamento público no cenário atual.

DSC_0009

No fim da reunião o Secretário José Cruz, expôs as ações da Prefeitura Municipal para melhorar o relacionamento com as Entidades de Belo Horizonte.

 

 

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *