PUBLICAÇÕES

O Projeto Diálogos na Mesa redonda sobre ‘Prostituição e Trabalho’ na Universidade

Compartilhar

18447569_1857692467889230_1251467574582102565_n (1)

O Projeto Oblata Diálogos pela liberdade participou o passado dia 10 de maio da Mesa redonda sobre “Prostituição e Trabalho” em Belo Horizonte, realizada na Faculdade UNIVERSO  (Universidade Salgado de Oliveira) .

O evento foi organizado pelo Núcleo de Psicologia Aplicada (UNIVERSO) em parceria com o Professor Mauricio Henriques e o Grupo de Estudos de Gênero, Sexualidade e Diversidade.

18341651_1856150471376763_1512036314738707635_n

Participaram, além do coordenador do Projeto Oblata Diálogos pela Liberdade (DpL), Jose Manuel Uriol, o Pesquisador e professor da UFMG Vinício Brigido, e a representante de ASPROMIG Viviane.

As apresentações dos integrantes da Mesa  sublinharam as discriminações e preconceitos que perseguem as prostitutas em sua vida cotidiana.

O representante do Projeto Oblata DpL expôs diferentes situações  de violações de direitos no exercício da prostituição  sofridas pelas mulheres no hipercentro de Belo Horizonte, e questionou a  viabilidade de abordagens que insistem em retratar a prostituta como vítima e não como sujeito de direitos.

Todos os integrantes da Mesa coincidiram em apoiar a luta, das mulheres que exercem a prostituição  por respeito,  para que sejam vistas como pessoas, como sujeitas de direitos, e a luta contra preconceitos e estigmas construídos pela sociedade.

IMG-20170511-WA0004

 

 

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *