PUBLICAÇÕES

Projeto Diálogos pela Liberdade defende os direitos humanos das mulheres que exercem a prostituição

Compartilhar

Cerca de 3.000 mulheres exercem a prostituição nos hotéis da Zona Guaicurus. Anualmente, abordamos mais de 1.000 mulheres neste contexto, totalizando uma média de 5.500 demandas de atendimentos. Somos o Diálogos pela Liberdade, um projeto da Rede Oblata Brasil.
NOSSA MISSÃO é promover a cidadania e a autonomia das mulheres que exercem a prostituição, enfrentando o preconceito, a violência e a desigualdade de gênero.

Confira nosso vídeo institucional, produzido pela Conectidea – Comunicação e Articulação Social.
ABORDAGEM
Nós vamos ao encontro das mulheres por meio de visitas aos locais de prostituição. Levamos informação e as convidamos para o nosso espaço de acolhida, onde elas são recebidas e orientadas pela nossa equipe. Este é o primeiro passo de muitos que virão nesta caminhada.

Nossas ações visam despertar, fortalecer e empoderar. Para tornar isso possível, promovemos:

ATENDIMENTO PSICOLÓGICO
CAPACITAÇÃO
SAÚDE INTEGRAL
SENSIBILIZAÇÃO DA SOCIEDADE
Todos esses passos têm como destino a TRANSFORMAÇÃO SOCIAL. Isso é o que queremos como resultado do nosso trabalho. 

Créditos do vídeo:
Coodenação: José Manuel Uriol - Diálogos pela Liberdade
@dialogospelaliberdade
Produção executiva e Direção Criativa:
Conectidea - Comunicação e Articulação Social
@conectidea
Roteiro: Nanda Soares
Animação e Ilustração:
Arlen Siqueira
Leonardo Moore
Locução: Rena Sucasas
Som: Flora Guerra
Maré Áudio Criativo

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *