PUBLICAÇÕES

Sucesso do Curso sobre Intervenção Social na Prostituição

Compartilhar

IMG_6144

Durante os dias 12, 13 e 14 de maço aconteceu o curso de “Intervenção Social na Prostituição Feminina “, que tinha como destinatários,  candidatos a serem voluntários na nossa Entidade,  pessoas interessadas em conhecer a realidade da prostituição ou o trabalho de nosso Projeto Oblata.  

O curso abordou  desde diferentes perspectivas  a realidade da prostituição e as possibilidades de intervenção social que potencializem as mulheres na busca da efetivação de seus direitos e na construção de possibilidades diversas de enfrentamento aos desafios postos pela realidade.

Mais de 40 pessoas participaram, entre estudantes e profissionais das áreas da Psicologia, Serviço Social, Teologia, etc.

Os diferentes módulos foram ministrados pelos integrantes da Equipe, contando com a valiosa contribuição da professora  Eliana Villa  (Enfermagem-UFMG), agora voluntária na nossa Entidade, que abordou a temática “Formação sobre IST’s /AIDS e Promoção do Cuidado da saúde das mulheres que exercem a prostituição”.


 
 
 
 

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *