PUBLICAÇÕES

Semana de Exames Preventivos na Unidade Oblata Diálogos pela Liberdade

Compartilhar

Em parceria com o Hospital Sofia Feldman e com os coletivos Rebú e Clã da Lobas (organização de mulheres da Rua Guaicurus), foi possível realizar exames preventivos em 74 mulheres que exercem a prostituição nos hotéis da região.

Os exames aconteceram dos dias 19 a 23 de novembro, de 09h às 17h, na Unidade Oblata Diálogos pela Liberdade.

“Eu queria agradecer a oportunidade, é uma chance de ouro para as residentes conhecerem essa realidade, porque elas enquanto enfermeiras, ficam muito fechadas dentro do hospital, vendo só a realidade das mulheres que procuram assistência. Aqui a gente veio trazer assistência para as mulheres que trabalham nesses hotéis. Essa ação está sendo extremamente importante pra nós, até para podermos desestigmatizar. Quando a gente conhece a realidade a gente muda completamente a nossa forma de agir. O hospital Sofia Feldman já tem essa história de desbravar e trabalhar com o ‘novo’. O Sofia é o pioneiro no Parto Humanizado no Brasil. Nossa equipe sempre teve essa visão sensível com a mulher. Vendo essa oportunidade de através do Sofia, trazer essa assistência para as mulheres é maravilhoso. Eu espero que seja a primeira de muitas” (Karina Cristina – Enfermeira Obstétrica – do Hospital Sofia Feldman).

WhatsApp Image 2018-11-23 at 10.19.20

Jade (representante do Coletivo Clã das Lobas) esteve presente todos os dias da semana atuando para o bom êxito do trabalho. Taís também representa o coletivo.


Santuzza representa o Coletivo Rebú.
IMG_7654
Santuzza – representante do coletivo Rebú (camisa azul)

A parceria do DpL com o Hospital Sofia Feldman, através da demanda dos coletivos de mulheres, fazem parte de três objetivos da instituição: sensibilização social, advocacy e apoio a grupos de mulheres.

 

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *