PUBLICAÇÕES

Dia Mundial da Justiça Social

Compartilhar

“Fechando a lacuna das desigualdades para alcançar a justiça social” é o tema definido pela ONU para o Dia Mundial da Justiça Social.

Para a Organização das Nações Unidas, “os princípios da justiça social são defendidos na promoção da igualdade de gênero, dos direitos dos povos indígenas e dos migrantes. #OnuNews #ONU

“Um em cada cinco trabalhadores, no mundo, vive em pobreza moderada ou extrema; campanha da Organização Internacional do Trabalho lança pesquisa popular sobre futuro do trabalho que prioriza pessoas e planeta. “

Referência: (https://news.un.org/pt/story/2020/02/1704661))

As mulheres e meninas ainda são as mais afetadas pelas desigualdades que prejudicam o desenvolvimento e garantia de direitos. Enquanto Rede Oblata, lutamos para fortalecer a cidadania, informando, empoderando e articulando parcerias para denunciar violações de direitos, articular o acesso das mulheres em contextos de prostituição e vulnerabilidade social à rede socioassistencial e sensibilizar sobre os desafios que o estigma e preconceito causam na vida dessas pessoas, refletido direta ou indiretamente em suas famílias e comunidades.

Siga-nos nas redes sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/redeoblatabrasil/ Facebook: https://pt-br.facebook.com/RedeOblataBrasil/

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *