PUBLICAÇÕES

Viu, Sentiu Compaixão e Cuidou dele/a

Cartaz Campanha da Fraternidade
Compartilhar

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a mais de 50 anos nos convida a refletir na Campanha da Fraternidade (CF) sobre temas diversos relativos à realidades do povo brasileiro. Neste ano de 2020, o tema é: “fraternidade e vida: Dom e Compromisso” e o lema: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc. 10,33-34).

O tema e o Lema propostos nos inspiram a passar da teoria para a prática e a compreender o real significado do que significa ser o/a próximo/a do/a outro/a que caminha conosco.

A Campanha da Fraternidade também ilumina a caminhada dos Projetos de missão da Rede Oblata e por este motivo, no dia 29 de fevereiro a Equipe do Projeto Diálogos pela liberdade, Unidade Oblata de Belo Horizonte, participou da abertura oficial da Campanha, no Centro de Espiritualidade Jesus Pão da vida (PUC-BH). A abertura foi realizada por Dom Joaquim Giovanni Mol Guimarães e ao longo da tarde, foram ministradas palestras que nos introduziram ao texto base da Campanha.

Em nossa missão com as mulheres, nos vemos desafiadas cotidianamente a ter esta atitude Samaritana de aproximar, ver, tocar a realidade e ter um gesto concreto. Não podemos ficar caladas diante do preconceito e estigma que cotidianamente elas sofrem.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *