Mulheres

Por todas nós, pela vida das mulheres

Compartilhar


“Eu quero que você, minha irmã, MULHER, viva a vida sem medo, com respeito e justiça. Eu quero viver. Eu quero você viva. Basta de violência.”

No mês de março, somos convocadas a relembrar e valorizar a história de tantas mulheres que nos precederam na luta por igualdade, por direitos. Ainda hoje lutamos contra a violência de gênero, exigimos respeito e queremos ficar vivas, seguras.

Mulheres, pandemia e violência

Nós sabemos que as mulheres são a maioria na linha de frente do setor social e da saúde. A pandemia veio revelar isso e muito mais, principalmente a sobrecarga e o papel da mulher como pilar na sociedade.

Como fator agravante das vulnerabilidades sociais, a violência contra as mulheres e meninas tem crescido. Em sua declaração, Phumzile Mlambo-Ngcuka, diretora executiva da ONU Mulheres e vice-secretária geral das Nações Unidas aponta algumas questões:



➡ “As organizações de mulheres e comunidades de base têm desempenhado um papel crítico na prevenção e resposta a crises anteriores e precisam ser fortemente apoiadas em seu atual papel de linha de frente, inclusive com financiamento que permaneça a longo prazo.”
⠀⠀
➡ “A Covid-19 está nos testando de maneiras que a maioria de nós nunca experimentou anteriormente, fornecendo choques emocionais e econômicos que estamos lutando para superar. A violência que está emergindo agora como uma característica sombria dessa pandemia é um espelho e um desafio aos nossos valores, nossa resiliência e humanidade compartilhada. Devemos não apenas sobreviver ao coronavírus, mas emergir renovadas, com as mulheres como uma força poderosa no centro da recuperação.”

Declaração na íntegra

Por todas nós – Campanha de sensibilização 2021

A Rede Oblata Brasil, com a perspectiva de redução de danos e sensibilização da sociedade sobre a realidade das mulheres vulneráveis, está sempre criando materiais socioeducativos e convidando à reflexão, entendendo que todas as mulheres têm direito a viver sem violência. O carisma Oblata apresenta a visão de compromisso solidário e olhar humano, e também como mulheres à frente de projetos de missão que atendem mulheres em contextos de prostituição, as Oblatas vêm continuamente alertando sobre o estigma que viola direitos humanos e realizando ações pautadas na compaixão e ensinamentos de Jesus Redentor.

Queremos que vejam nelas a imagem do Redentor

Madre Antonia

“Por todas nós” é uma campanha que busca sensibilizar e também denunciar as estruturas injustas contra a mulher.

Esta é uma forma de fazer ecoar o Grito por justiça, por paz. Precisamos sensibilizar os homens, o poder público, nos solidarizar com as mulheres e também ressaltar que é essencial sempre ter uma rede de apoio, construir laços que importam e desconstruir a indiferença.

O vídeo lançado pela Rede Oblata foi inspirado em vários testemunhos, frases escritas em comentários nas redes sociais, em histórias enviadas pela equipe e outras tantas ouvidas e vividas no atendimento a mulheres e na vida cotidiana. Sim, muitas das experiências descritas no vídeo são parte da realidade das mulheres que nos rodeiam, do nosso dia a dia, trazem nossas angústias e a imensa ansiedade na luta pela vida. A escuta ativa e a experiência deram vida ao roteiro produzido por Nanda Soares, da Conectidea, base criativa de transformação social, atuante em pautas de empoderamento feminino.

Interpretado pela atriz Letícia Leiva, o roteiro se desenvolve em cenas nas quais mulheres diversas se misturam e emergem em uma só, com fatos e sentimentos muitas vezes ignorados pela sociedade machista. Mulheres seguem sendo desqualificadas no momento de denúncias e têm suas vidas profundamente afetadas. O estigma da prostituição faz com que as violações de direitos humanos sejam naturalizados, bem como as versões de crimes ditos “passionais” continuam somando vítimas do feminicídio. Precisamos urgentemente dar um basta na violência. Nos queremos vivas.

Vamos honrar cada avanço, cada passo dado, cada lágrima e conquista. Vamos nos acolher como irmãs e seguir firmes na luta, pois somos diversas e sempre mais fortes quando estamos unidas.

Siga a Rede Oblata Brasil, compartilhe e contribua na luta por justiça social.

Instagram Facebook Spotify Youtube

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Diálogos pela Liberdade – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *